Valorize a área verde com iluminação

Foto: Pinterest

Com a chegada da primavera há maior incidência de luz, que provoca nas pessoas uma sensação de renovação de energia. O ânimo primaveril é decorrente de um maior período de sol, o que favorece as questões neuroquímicas.

O sol também se torna estimulante para a natureza, que ganha mais cor e beleza na estação. Toda essa luminosidade e o esplendor das flores e árvores propícias à época, levam as pessoas a saírem mais e buscarem convivência em ambientes externos.

Para canalizar toda essa energia nos lares, muitas pessoas aproveitam a época para restaurarem ou colocarem em prática aquele projeto paisagístico que torna as áreas externas verdes das residências ainda mais charmosos e agradáveis, tanto para o dia como também para a noite.

Jardins e áreas de lazer onde são cultivadas espécies, como arbustos, plantas perenes, gramíneas ornamentais, plantas de folhagens e flores, árvores, dentre tantas outras, são ótimos lugares para convívio, reflexão e descanso. Por isso, merecem ser cuidadosamente pensados. E se durante o dia o sol é abundante, a noite necessita de uma iluminação especial.

Segundo o designer Maurício D’Ávila, da Geo Luz&Cerâmica, o segredo para a iluminação do jardim ou da área verde é que não há luz sem sombra.

“Por isso, devemos dosar o que será iluminado, não iluminando todas as árvores ou arbustos, por exemplo. É muito importante levar em conta a influência que a luz tem sobre o nosso organismo. A luz cumpre um papel fundamental na fisiologia circadiana, e devemos estar atentos ao fato de que a iluminação do ambiente não pode ser nem exagerada e nem utilizar uma luz muito clara, que remeta ao dia. É preciso respeitar que a noite é noite e, por isso, deve trazer uma sensação de relaxamento e conforto”, detalha.

D’Ávila alerta que para os ambientes externos noturnos é preciso ver a temperatura da cor – que expressa a aparência da cor da luz emitida pela fonte – a ser utilizada. O ideal é utilizar lâmpadas com 2.700 kelvins ou menos, que é aquela luz amarelada.

Outra dica interessante nos projetos paisagísticos é a demarcação de caminhos com a iluminação. Além de ser fundamental pela estética e, principalmente, importante para a segurança, para que as pessoas possam ver onde estão pisando e evite acidentes, por exemplo.

É necessário também dimensionar num projeto de paisagismo o quanto as plantas crescerão, pois não adianta colocar uma luminária que, com o tempo, ficará escondida entre as folhagens. Há luminárias como o Poste Setta, da Geo Luz&Cerâmica, que funciona exatamente neste tipo de situação, onde as plantas crescerão. Lembrando que, pela estética, sempre é importante escolher luminárias que ficarão lindas de dia e que a noite trarão um efeito incrível.

Em meio à natureza, num belo jardim ou área externa verde, as pessoas se sentem mais livres, com mais disposição criativa, relacionam-se mais, apreciam a vida e a beleza natural das coisas. Com certeza, uma ótima maneira de se desligar do estresse e das preocupações do dia a dia.

Fonte: Estilo Press

Related Posts

Deixe a casa pronta para o Natal

Deixe a casa pronta para o Natal

Além do pinheirinho e da guirlanda pendurada na porta de entrada, o que mais acrescentar à decoração da casa para o Natal sem cair no lugar-comum dos enfeites exagerados? A arquiteta Bárbara Kubrusly dá algumas dicas de como pequenos toques podem fazer a diferença na preparação […]

Fotoproteção urbana

Fotoproteção urbana

O Brasil é um país com altíssima exposição ao sol durante o ano todo, mas com a proximidade do verão, e a chegada dos dias mais quentes, o assunto é discutido com maior frequência. Devido à posição geográfica que o país se encontra, os índices […]



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *