Poluição do ar vira tinta sustentável

Fonte: Pinterest

Inspirado na triste realidade do lugar onde cresceu, Deli – uma das cidades mais poluídas do mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde – o indiano Anirudh Sharma decidiu criar algo inovador: uma tinta de caneta feita com as partículas que poluem o ar, nomeada Air-Ink.

Tudo começou quando Anirudh percebeu que a fuligem que sujava suas roupas era muito parecida com o carbono preto. Com a ajuda do Kaalink, dispositivo que filtra a fuligem emitida pelos veículos, alguns testes foram realizados no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e ele e sua equipe conseguiram reciclar a poluição do ar. O Kaalink é capaz de reter até 95% das partículas que saem dos escapamentos, incluindo micropartículas nocivas à saúde.

Com o sucesso dos testes, que já conseguiram filtrar mais de 1.6 trilhão de litros de ar poluído, Anirudh fundou a startup Graviky Labs. Graças a uma campanha no Kickstarter para arrecadar fundos e viabilizar o lançamento do projeto, a caneta com tinta sustentável estará disponível em breve ao consumidor final.

Para que a “mágica” aconteça, basta que os motoristas apliquem o Kaalink na saída do escapamento de seus carros. Conforme andam com eles, o aparelho armazena os gases poluentes – e avisa o condutor quando estiver prestes a encher. Depois disso, o conteúdo do recipiente é submetido a um processo de purificação e tratamento, se transformando na Air-Ink.

A Cerveja Tiger – Heineken Asia -, foi uma das primeiras a fazer parceria com a Air-Ink e, em colaboração com a startup, lançou um vídeo com a presença de alguns artistas.

Fonte: Tão Feminino.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *